2007/08/13

Resposta ao desafio dos 7 factos ocasionais


Algum tempo depois de ter sido desafiada para fazer uma listagem de 7 factos ocasionais que marcaram a minha vida; lá consegui fazer algo que faça sentido para mim.

Em primeiro lugar, quando se fala em "factos ocasionais", penso em factos inesperados ou eventuais, que aconteceram por acaso; no entanto, estes factos têm que ter "marcado a minha vida"... Isto torna a tarefa mais difícil ... Acabei por seleccionar acontecimentos que são ocasionais, tendo alguns mudado a minha vida e sendo outros apenas curiosidades ou coincidências de que me lembro com regularidade.


Depois desta reflexão, o resultado foi:


1º Decidir ser professora, após ter odiado a experiência de entrar para a 1ª classe; odiei a escola por me obrigar a estar longe da mamã;


2º Ter passado os melhores momentos da minha infância e adolescência em Grândola, no campo, em brincadeiras com os meus primos; no meio de ar puro e de uma liberdade enriquecedora, ruralidade que me acompanha e de que preciso para recarregar energias;


3º O padre que casou a minha irmã mais velha ter sido meu colega de escola anos mais tarde e, passado mais uma ano, ter baptizado a minha afilhada (um beijo grande para o Padre Ramalho)


4º Ter conhecido o Mário num acampamento em que ambos éramos os "penduras", num local idílico, onde, aliás, nos "casámos";


5º Ter feito o Interail por Itália e Grécia com o meu amor (com uma mochila de muitos kg às costas e muuuuuito calor). [Aqui vai uma foto no Vaticano, onde eu, em jeito de brincadeira, "faço-me" às chaves do céu ;)]


6º Não ter televisão, há 2 anos (continuo informadíssima sobre o que realmente importa e com mais tempo para outras coisas, menos embrutecedoras e mais produtivas);


7º A Eva ter nascido no feriado, dia de Todos os Santos, quando o nome do Mário é "Dias Santos".


Agora desafio:


Mário


Teresa


Maria João


Rita André


Rita Costa


Susana (Pontos que dou)


Paula (Blogue da Paulinka)


Beijos


2 comentários:

casa da nana disse...

Deixa-me ver se percebi..... tu nao tens televisao??????

Nao sabes o quanto te admirto.. pois esse e um dos meus vicios muito dificil por vezes, como podes imaginar em tempo de escola..
Alem disso, a minha filha acho que nao passava sem a sua hora diaria de teçevisao (sim, apenas uma hora, é regra ca em casa e nunca se quebra!!!)... para os desenhos animados....

beijos
nana

hertista disse...

Vi que respondeste, sim! Obrigado!
Na era de vícios e manias, não ter televisão em casa é de louvar!
Não que veja muito... normalmente utilizo a Tv como companhia "auditiva" enquanto bordo!
Como disse no arte-às-cores, volto a repetir... é dificil responder na hora a estes pequenos promenores, não é!? Somos obrigadas a parar para pensar! Eu senti isso!

Beijocas